Amanhece...
Tudo é Você... Tudo é Você...
A Viagem e o Viajante...
Não há nada fora, além de uma caixa de espelhos.
A certo Momento, fecha-se os olhos a ela...
E Desperta-se Lá... nas Dimensões internas.

E nenhum coração pulsa só...
Nenhum coração pulsa por si.
Todo Coração Canta em Si...
Ainda que os olhos não vejam.

Então...
Como contas em um colar que não tem fim,
pois o Círculo é Esfera em outra Dimensão
Seja os meus olhos, que Eu Sou os Seus...
Seja os meus braços, como Eu Sou no Abraço...
"Tão mais fácil Condução assim..."
Amor
Ecoa...
E o que ecoa está cumprido.

Salve!
.

Abra os olhos

Abra os olhos
Só há UM aqui... Amor.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Nova Terra

Neste final de semana assisti a uma reportagem com um jovem jardineiro que recebeu o apelido de "mãos de tesoura", uma referência ao filme de Tim Burton, em razão de belas topiarias que desenha nos muros de Brasília.
A certa altura, o repórter pergunta:
"Como você consegue fazer os desenhos?"
E ele responde:
"Quando eu olho para o muro, eles já estão lá".

Por que toco neste assunto?
A Nova Terra já está lá.
Basta abrirmos olhos de vê-la...

16 comentários:

António Rosa, José disse...

Adriana

Este post é delicioso. Vero!

Samsara disse...

Adriana

Qua analogia maravilhosa, eu sou uma fâ deste filme.

Beijinhos

Meri Pellens disse...

O filme Edward Mãos de Tesoura é um de meus flmes favoritos por diversas razões...
É surpreendente como as pessoas mais simples, como um jardineiro, podem enxergar além do que os olhos realmente veem.
Bj.

Adelaide Figueiredo disse...

Adriana,

Gostei muito deste filme. A sua analogia é fantástica!

Bjs

adriana disse...

António,
Vero, vero!
;))

adriana disse...

Querida Sam,
A vida sempre nos mostra sinais...
Vamos seguindo!
beijinhos

adriana disse...

Meri,
Este filme é mesmo especial!
Ele nos ajuda a ir além...
E vamos!
A&L

adriana disse...

Adelaide,
Eu acredito que é momento de ver além.
Para isso contamos com nossos sinais...
Seguindo o fluxo!
A&L

Marise Catrine disse...

Adriana,
Que bela referência. Sempre achei este filme um bom ponto de análise no que respeita à beleza do que nos rodeia.
Nem sempre a vemos... mas está sempre lá.

Beijocas

adriana disse...

Marise,
É isso mesmo!
beijocas

Shin Tau disse...

Mais uma verdade, as coisas estão lá, basta querer ver e saber desenhar o que vemos!

Como disse o António "vero"

Bejufas

adriana disse...

Shin,
Bejufas e abreijos!
:))

Maria de Fátima disse...

Olá Adriana eu adorei ver o filme Eduardo Mãos de Tesoura e adorei ler este post.Beijocas.

adriana disse...

Mimi,
É um filme lindo mesmo.
E agora nós precisamos ser "mãos de tesoura" também.
:)

KÁTIA BUENO disse...

Linda analogia, tão simples e ao mesmo tempo tão profunda... é preciso ter olhos (e coração) para enxergar a perfeição que já existe, não é mesmo?! Obrigada por compartilhar viu. Um grande abraço.

adriana disse...

Obrigada, Kátia
Seja bem-vinda!