Amanhece...
Tudo é Você... Tudo é Você...
A Viagem e o Viajante...
Não há nada fora, além de uma caixa de espelhos.
A certo Momento, fecha-se os olhos a ela...
E Desperta-se Lá... nas Dimensões internas.

E nenhum coração pulsa só...
Nenhum coração pulsa por si.
Todo Coração Canta em Si...
Ainda que os olhos não vejam.

Então...
Como contas em um colar que não tem fim,
pois o Círculo é Esfera em outra Dimensão
Seja os meus olhos, que Eu Sou os Seus...
Seja os meus braços, como Eu Sou no Abraço...
"Tão mais fácil Condução assim..."
Amor
Ecoa...
E o que ecoa está cumprido.

Salve!
.

Abra os olhos

Abra os olhos
Só há UM aqui... Amor.

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Parafuso

Às vezes precisamos dar muitas voltas em torno de nós,
até aprendermos a compreender amorosamente.
Os sufis não fazem isso à toa.
E o cubo de tanto se esfoliar, torna-se esfera...

4 comentários:

silfreedom... disse...

É vero....quando nos "burilamos", nos "forjamos", ultrapassamos a forma aparente e vemos a forma original!

adriana disse...

É... às vezes a gente se pega, não?
Com a própria sombra.
Thanks dear, pelo passeio a cavalo!

Cibele disse...

É preciso viajar dentro de nós mesmos, com certeza, para compreendermos e sentirmos o verdadeiro amor.

Sobre os sufis, eu indico este blog: http://viajantesnalinhadotempo.blogspot.com/

Acho que você vai gostar.

Beijo na alma.

adriana disse...

Cibele,
Obrigada pelas palavras generosas, pelo passeio a cavalo e pela sugestão.
Já passei por lá.