Amanhece...
Tudo é Você... Tudo é Você...
A Viagem e o Viajante...
Não há nada fora, além de uma caixa de espelhos.
A certo Momento, fecha-se os olhos a ela...
E Desperta-se Lá... nas Dimensões internas.

E nenhum coração pulsa só...
Nenhum coração pulsa por si.
Todo Coração Canta em Si...
Ainda que os olhos não vejam.

Então...
Como contas em um colar que não tem fim,
pois o Círculo é Esfera em outra Dimensão
Seja os meus olhos, que Eu Sou os Seus...
Seja os meus braços, como Eu Sou no Abraço...
"Tão mais fácil Condução assim..."
Amor
Ecoa...
E o que ecoa está cumprido.

Salve!
.

Abra os olhos

Abra os olhos
Só há UM aqui... Amor.

quarta-feira, 2 de setembro de 2009

Sete notas*

"E foi dito:
Sete notas compõem infinitas melodias.

Então, lembrei que música é matemática. Melhor dizendo, música é uma expressão da matemática.
Lembrei também que um dó volta a ser outros dós, oitavas acima... oitavas abaixo.
Mas, não é o mesmo.
Entre um dó e outro existe todo um percurso de ré a si e inúmeras combinações entre eles na pauta harmônica.
Inúmeras freqüências sonoras.
Degraus tonais... de oitava em oitava.

Cabe uma compreensão amorosa sobre o que são estas sete notas que compõem infinitas melodias.
Elas podem dizer muito para a Jornada do Ser que muda de Casa.
E isto não é uma metáfora.
Tal Conhecimento está posto em 3ª Dimensão como uma chave para a Jornada do Ser porque a Existência é expressão da Matemática Divina.
E... A Matemática Divina é Perfeita.

É oportuno ler os Sinais...
Prestar atenção às migalhas de pão deixadas para indicar o Caminho...
Porque estamos afinando a consciência para a Sinfonia Cósmica."

14 comentários:

António Rosa disse...

Até parece o genoma humano. ??

adriana disse...

António,
Pode ser que sim.
E pode ser também, um sinal de nosso dna cósmico.
Estou procurando compreender.
Lembrei-me desse texto hoje, ao falar das notas que emanam da Fonte.
Obrigada!

Isa Grou disse...

Olá Adriana querida!

Lindo texto...
Pode ser também o "Genoma Divino" na Divina Matemática Perfeita, não? Será?

Beijos de LUZ.
Namastê!

adriana disse...

Pode sim, Querida!
Vamos nos ajudando a lembrar...
Namaste!

tereza disse...

Lindo Adriana
A Fonte, as notas, e as escolhas...
BJS

marcelo dalla disse...

Linda imagem... tudo tem a ver com tudo. Sete notas, sete cores, sete planetas (na astrologia antiga), sete linhas da Umbanda...
A matemática divina é perfeita e o Universo é uma sinfonia musical!
bjos querida

Silvia Freedom disse...

Sete, sete , sete.....uma formula matemática que deve abrir uma chave cosmica....

Aprendendo, sentindo, lembrando....

Vamos lembrando... POr falr nisso, não pude deixar de lembrar (ja que sou meio antiguinha...Rs) daquele programa na TV: sete sete são quatorze, com mais sete, vinte e um, eu não deixo de assistir meu Programa PIM PAM PUM...PIM PAM PUM, Estrela....
RsRs Rs...Bem agora contei a idade mesmo não é? Rs

PIM PAM PUM uma onomatopéia bem antiguinha e que consegue ser alegrinha....

Assim é com a matemática divina para o Criador, alegrinha em suas notas, tons e semitons criativos e de vida.

Felicidades querida.
Até Sempre!
E Vamú q Vamú!

adriana disse...

Querida Tereza,
Nesses tempos de grandes lembranças e descobertas, tenho procurado estar atenta aos Sinais.
Mas, já compreendi que não pode ser uma atenção mental. Não funciona.
Então, procuro outras vias de acesso... e dou sempre no sentir.
Muito interessante.
bjs

adriana disse...

Marcelo,
Lembrar... lembrar... lembrar...
É nossa lição de Casa para o momento.
E vamos lembrando.
E vamos nos ajudando a lembrar.
beijos, querido

adriana disse...

Sil, Querida
Quem diria, não?
Pim-pam-pum e chegamos aqui.
Vamú q vamú, sem dúvida!
Até Sempre mesmo.
Obrigada!

Bya.moon disse...

Pois é nada é por acaso.
Abraçosbom fim de semana....hehehe acho que gosto de matemática.rs..rs

adriana disse...

Dessa Matemática não há como não gostar...
Um final de semana agradável pra você também.
:))

Shin Tau disse...

O sete mágico ;)

Ao ler o teu texto pensei também na dictomia da vida manifestada. Por exemplo o ódio é só umas oitavas abaixo do próprio amor, cabe a nós fazer a melodia crescer e purificá-la.

Beijões

adriana disse...

Perfeito!