Amanhece...
Tudo é Você... Tudo é Você...
A Viagem e o Viajante...
Não há nada fora, além de uma caixa de espelhos.
A certo Momento, fecha-se os olhos a ela...
E Desperta-se Lá... nas Dimensões internas.

E nenhum coração pulsa só...
Nenhum coração pulsa por si.
Todo Coração Canta em Si...
Ainda que os olhos não vejam.

Então...
Como contas em um colar que não tem fim,
pois o Círculo é Esfera em outra Dimensão
Seja os meus olhos, que Eu Sou os Seus...
Seja os meus braços, como Eu Sou no Abraço...
"Tão mais fácil Condução assim..."
Amor
Ecoa...
E o que ecoa está cumprido.

Salve!
.

Abra os olhos

Abra os olhos
Só há UM aqui... Amor.

terça-feira, 22 de julho de 2008

O medo

Um grande instrumento do ego é o medo.
E não existem medos. Existe o medo, travestido de seus plurais.
Nas palavras de Kryon, o medo é a ausência de Amor.
Todos estamos sendo convidados a transpor o medo na liberação do ego porque é o medo que nos paralisa e nos faz reféns do ego.
Podemos enfrentar o medo? Sim, sempre. Tudo é possível.
Mas, outro caminho é ter com ele uma compreensão amorosa – conscientes de que o colocamos no enredo de nossa vida, como obstáculos para nossa experiência; como um lembrete para construir a ponte que nos levará a uma outra margem.
Este é, de fato, um momento sem precedentes.
E é tempo de seguir.

2 comentários:

Maria Lúcia disse...

Olá partícula!
Bom dia...

Anônimo disse...

Voce sou Eu....e aí vem a pergunta: - voce tem medo de que? e eu respondo:de não conseguir me reconhecer em voce!